18 de outubro de 2017

Rolê

Foto: Edson Kumasaka

O espetáculo jovem "Rolê" se apresenta dias 19, 20 e 21 de outubro na Oficina Cultural Oswald de Andrade. Contemplado pela 30ª edição do Programa Municipal de Fomento ao teatro para a Cidade de São Paulo, a companhia também prepara uma residência para mostrar o repertorio, celebrar o passado e estrear um novo espetáculo. Parte da mostra de repertório, o espetáculo jovem “Rolê” de Tuna Serzedello, faz 3 apresentações com entrada franca e ingressos distribuídos 1 hora antes do início das sessões. A comédia traça um panorama sobre as dificuldades da definição da sexualidade. Na narrativa, Bruno falhou com Andréia. Carina sugere que ela experimente com garotas. Felipa namorava com Letícia. Tomás namora Felipa e quer fazer uma noite a três. Bruno consegue com Carina e com Tomás. Um vídeo íntimo acaba parando no celular de todo mundo. A coordenadora não consegue compreender tantas relações. A peça se apresenta às 20h no Oficina Cultural Oswald de Andrade que fica na Rua Três Rios, 363 - Bom Retiro - São Paulo.

17 de outubro de 2017

Precisa-se de Compositor com Experiência

Foto: Jonathan Silva

O Grupo Folias d'Arte é um grupo teatral que durante 20 anos de existência recebeu reconhecimento de público e crítica e com aproximadamente 50 prêmios, entre eles: Prêmio Shell, Prêmio APCA, Prêmio Molière, incluindo a participação e representação do Brasil no FITEI, Festival Internacional de Expressão Ibérica, na cidade do Porto, em Portugal, no MITE, Mostra Internacional de Teatro, em Lisboa e em Havana, Cuba, Festival Internacional de La Habana. Por falta de verba e de incentivos públicos, o espaço corre o risco de fechar. Em virtude disso, o grupo lança uma programação de Estado de Emergência, com diversas atividades que visam arrecadar fundos para a manutenção do espaço. O Galpão do Folias é um espaço de resistência que abarca apresentações e diversas atividades das mais diversas linguagens, nacionais e internacionais, como também atividades de formação e reflexão. 

E hoje, tem inicio as apresentações com o espetáculo "Precisa-se de Compositor com Experiência". O trabalho do músico capixaba paulistano Jonathan Silva traz canções inéditas que narram histórias. Histórias de personagens comuns e ao mesmo tempo inusitadas. Figuras que poderiam passar despercebidas, mas que são fisgadas pelo olhar atento do compositor, com doses de lirismo, humor e ironia. A inspiração pode vir de uma imagem, de um texto, de uma placa de “precisa-se”. Histórias de gente que passa pela Rua Glete a caminho do metrô e se depara com um músico tocando violino. Histórias que falam do amor que vira azia, que vira rancor, que vira nostalgia. Da moça de Band-Aid dentro do trem, cheia de semitons, e que confunde coco com carimbó. As narrativas têm como pano de fundo arranjos inspirados que transitam por diversos gêneros explorando uma gama de timbres: samba com viola e bateria, coco com pífanos, bolero–chiste com rabeca e guitarra. 

Mas a programação do Estado de Emergência não para por ai, confira abaixo todos os espetáculos?

Show “Precisa-se de Compositor com Experiência” (Jonathan Silva)
17 de setembro, domingo, 20h

Carne (Kiwi Cia. de Teatro)
21 de setembro, quinta, 21h

Baderna (Núcleo Bartolomeu de Depoimentos)
23 e 24 de setembro, sábado às 21h e domingo às 20h

Afinação I (Georgette Fadel)
25 de setembro, segunda, 21h

Ensaio aberto: Medea Mina Jeje
26, 27 e 28 de setembro, terça a quinta, 21h

O Galpão do Folias fica na Rua Ana Cintra, 213 - Santa Cecília - São Paulo (ao lado do metrô).

16 de outubro de 2017

Oranges and Sunshine


A história de "Oranges and Sunshine" ou "Laranjas e Sol" (2011) é ao mesmo tempo sensível, tocante, mas revoltante. O título é poético. O tema é um assunto que, mesmo com o passar dos anos, incomoda até hoje. O drama é real e profundo. A película tem uma bela fotografia e uma interpretação assertiva de Emily Watson. Na narrativa que é baseada em fatos reais, o filme conta a história de Margaret Humphreys, uma assistente social do Reino Unido responsável por descobrir um dos maiores esquemas de tráfico infantil da Europa, envolvendo o governo da Grã-Bretanha, que deportava crianças pobres de maneira forçada para países como a Austrália e o Canadá. Imperdível! Confira o trailer.

13 de outubro de 2017

Mulan


A animação "Mulan" (1998) traz a história de uma heroína às avessas contada com humor e, sobretudo, respeito à cultura chinesa. Os personagens são cativantes e bem construídos sem permear o clichê dos seus oficios. A trilha sonora é linda! Colorida e simpática, a narrativa nos fala sobre quando os mongóis invadem a China. O imperador decreta que cada família ceda um homem para o exército imperial. Com isso, uma jovem fica angustiada ao ver seu velho e doente pai ser convocado, por ser o único homem da família. Ele precisa ir, mesmo sabendo que certamente morrerá, para manter a honra da família. Assim, sua filha rouba sua armadura e espada, se disfarça de homem e se apresenta no lugar do pai, mas os espíritos dos ancestrais decidem protegê-la e ordenam a um dragão, que havia caído em desgraça, que convença a jovem a abandonar seu plano. Ele concorda, mas quando conhece a jovem descobre que ela não pode ter dissuadida e, assim, decide ajudá-la a cumprir sua perigosa missão de ir para a guerra e voltar viva. Uma curiosidade: quando Mulan canta a música "Reflection" no templo de seu pai, seu reflexo aparece na superfície polida das pedras do local. As palavras escritas nestas pedras são os nomes dos animadores da Disney que trabalharam na película, só que escritos em chinês arcaico. Uma graça de animação, confira o trailer!

12 de outubro de 2017

Home on the Range


"Home on the Range" ou "Nem que a vaca tussa" (2004) é uma boa pedida para o Dia das Crianças. Apesar de simples, a história dessa animação é repleta de emoções. A narrativa tem ritmo e a ideia original é bem criativa. Sem falar que a trilha sonora é contagiante. Na história, a fazenda Caminho do Paraíso está em pânico, pois uma ação de despejo ameaça acabar com o local. Temendo ir para o matadouro, os animais da fazenda decidem ajudar a dona a conseguir a quantia necessária para pagar a hipoteca. O alvo escolhido pelo grupo é o perigoso bandido Alameda Slim, que tem uma grande recompensa reservada para quem capturá-lo. Como curiosidade: Fernanda Montenegro, Cláudia Rodrigues e Isabela Garcia emprestam suas vozes para as três vaquinhas da trama. Confira o trailer!

11 de outubro de 2017

Dadesordemquenãoandasó

Foto: Renato Peixoto

No dia 16 de outubro reestreia na Oficina Cultural Oswald de Andrade o espetáculo "Dadesordemquenãoandasó" com direção de Carlos Baldim. A peça foi contemplada pelo edital do Prêmio Zé Renato. Davey Anderson oferece uma dramaturgia contemporânea, que instigou uma encenação que a acompanhasse nessa experimentação de linguagem, propondo a mistura de elementos épicos e dramáticos, e utilizando o espaço cênico com uma mescla de teatro e cinema. Na narrativa, a história de uma família de classe média. Por causa da ausência do marido, Maureen trabalha em diversos lugares e não tem tempo para cuidar dos filhos. Stevie, portador da síndrome de aspenger, é deixado sozinho no seu quarto ao seu próprio cuidado, enquanto sua irmã, a adolescente Julie, faz tentativas desastradas de entrar no mundo adulto. Julie resolve sair escondida descumprindo o combinado com sua mãe. Preocupado com o paradeiro da irmã, Stevie resolve procurá-la e acaba indo parar no Parque de Diversões e sem intenção acaba causando um grande acidente: ele acredita ter se tornado um assassino. A partir daí, inicia-se uma história permeada de encontros e desencontros que mistura ficção, realidade e poesia, na qual Stevie procura compreender, solitário, as consequências dessa intensa e inesquecível aventura. A temporada acontece todas as segundas e terças às 20h e os ingressos são gratuitos.

10 de outubro de 2017

Colegas no Teatro

Foto: João Caldas Filho

Vencedor de vários prêmios no Festival de Gramado, na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e no Festival de Toronto (Canadá), "Colegas", de Marcelo Galvão, cria uma discussão sobre a vida de pessoas com Síndrome de Down e a inclusão, sem ser melodramático, didático ou piegas. A versão teatral da obra, intitulada "Colegas no Teatro" volta a discutir as ideias de normalidade e diferença. Essas noções não seriam apenas uma questão de ponto de vista? A trama, que estreia no dia 13 de outubro, narra a saga de três amigos cinéfilos, Márcio (João Simões Junior), Stallone (Ian Pereira) e Aninha (Giulia Merigo), que trabalham na videoteca do instituto onde moram. Certo dia, decidem fugir da instituição para tentar realizar seus sonhos, conhecer o mundo e sair do tédio daquele cotidiano em que vivem. Stallone quer ver o mar; Aninha, casar; e Márcio, voar. O elenco é completado por Daniel Dottori e Adriana Mendonça que se revezam em diferentes papéis,  além de Ricardo Côrte Real, que interpreta o jardineiro do Instituto, Arlindo. A comédia explora de forma poética como a felicidade pode ser encontrada nas coisas simples da vida. Os três protagonistas, originalmente interpretados por Ariel Goldenberg (ganhador do prêmio de melhor ator no Festival de Toronto), Rita Pook e Breno Viola, são vividos respectivamente por: Ian Pereira, Giulia Merigo e João Simões Junior na versão teatral. A peça estreia no Auditório do MASP (Avenida Paulista, 1578) e fica até o dia 10 de dezembro, sextas e sábados às 21h e domingo as 20h.