18 de outubro de 2017

Rolê

Foto: Edson Kumasaka

O espetáculo jovem "Rolê" se apresenta dias 19, 20 e 21 de outubro na Oficina Cultural Oswald de Andrade. Contemplado pela 30ª edição do Programa Municipal de Fomento ao teatro para a Cidade de São Paulo, a companhia também prepara uma residência para mostrar o repertorio, celebrar o passado e estrear um novo espetáculo. Parte da mostra de repertório, o espetáculo jovem “Rolê” de Tuna Serzedello, faz 3 apresentações com entrada franca e ingressos distribuídos 1 hora antes do início das sessões. A comédia traça um panorama sobre as dificuldades da definição da sexualidade. Na narrativa, Bruno falhou com Andréia. Carina sugere que ela experimente com garotas. Felipa namorava com Letícia. Tomás namora Felipa e quer fazer uma noite a três. Bruno consegue com Carina e com Tomás. Um vídeo íntimo acaba parando no celular de todo mundo. A coordenadora não consegue compreender tantas relações. A peça se apresenta às 20h no Oficina Cultural Oswald de Andrade que fica na Rua Três Rios, 363 - Bom Retiro - São Paulo.

17 de outubro de 2017

Precisa-se de Compositor com Experiência

Foto: Jonathan Silva

O Grupo Folias d'Arte é um grupo teatral que durante 20 anos de existência recebeu reconhecimento de público e crítica e com aproximadamente 50 prêmios, entre eles: Prêmio Shell, Prêmio APCA, Prêmio Molière, incluindo a participação e representação do Brasil no FITEI, Festival Internacional de Expressão Ibérica, na cidade do Porto, em Portugal, no MITE, Mostra Internacional de Teatro, em Lisboa e em Havana, Cuba, Festival Internacional de La Habana. Por falta de verba e de incentivos públicos, o espaço corre o risco de fechar. Em virtude disso, o grupo lança uma programação de Estado de Emergência, com diversas atividades que visam arrecadar fundos para a manutenção do espaço. O Galpão do Folias é um espaço de resistência que abarca apresentações e diversas atividades das mais diversas linguagens, nacionais e internacionais, como também atividades de formação e reflexão. 

E hoje, tem inicio as apresentações com o espetáculo "Precisa-se de Compositor com Experiência". O trabalho do músico capixaba paulistano Jonathan Silva traz canções inéditas que narram histórias. Histórias de personagens comuns e ao mesmo tempo inusitadas. Figuras que poderiam passar despercebidas, mas que são fisgadas pelo olhar atento do compositor, com doses de lirismo, humor e ironia. A inspiração pode vir de uma imagem, de um texto, de uma placa de “precisa-se”. Histórias de gente que passa pela Rua Glete a caminho do metrô e se depara com um músico tocando violino. Histórias que falam do amor que vira azia, que vira rancor, que vira nostalgia. Da moça de Band-Aid dentro do trem, cheia de semitons, e que confunde coco com carimbó. As narrativas têm como pano de fundo arranjos inspirados que transitam por diversos gêneros explorando uma gama de timbres: samba com viola e bateria, coco com pífanos, bolero–chiste com rabeca e guitarra. 

Mas a programação do Estado de Emergência não para por ai, confira abaixo todos os espetáculos?

Show “Precisa-se de Compositor com Experiência” (Jonathan Silva)
17 de setembro, domingo, 20h

Carne (Kiwi Cia. de Teatro)
21 de setembro, quinta, 21h

Baderna (Núcleo Bartolomeu de Depoimentos)
23 e 24 de setembro, sábado às 21h e domingo às 20h

Afinação I (Georgette Fadel)
25 de setembro, segunda, 21h

Ensaio aberto: Medea Mina Jeje
26, 27 e 28 de setembro, terça a quinta, 21h

O Galpão do Folias fica na Rua Ana Cintra, 213 - Santa Cecília - São Paulo (ao lado do metrô).

16 de outubro de 2017

Oranges and Sunshine


A história de "Oranges and Sunshine" ou "Laranjas e Sol" (2011) é ao mesmo tempo sensível, tocante, mas revoltante. O título é poético. O tema é um assunto que, mesmo com o passar dos anos, incomoda até hoje. O drama é real e profundo. A película tem uma bela fotografia e uma interpretação assertiva de Emily Watson. Na narrativa que é baseada em fatos reais, o filme conta a história de Margaret Humphreys, uma assistente social do Reino Unido responsável por descobrir um dos maiores esquemas de tráfico infantil da Europa, envolvendo o governo da Grã-Bretanha, que deportava crianças pobres de maneira forçada para países como a Austrália e o Canadá. Imperdível! Confira o trailer.

13 de outubro de 2017

Mulan


A animação "Mulan" (1998) traz a história de uma heroína às avessas contada com humor e, sobretudo, respeito à cultura chinesa. Os personagens são cativantes e bem construídos sem permear o clichê dos seus oficios. A trilha sonora é linda! Colorida e simpática, a narrativa nos fala sobre quando os mongóis invadem a China. O imperador decreta que cada família ceda um homem para o exército imperial. Com isso, uma jovem fica angustiada ao ver seu velho e doente pai ser convocado, por ser o único homem da família. Ele precisa ir, mesmo sabendo que certamente morrerá, para manter a honra da família. Assim, sua filha rouba sua armadura e espada, se disfarça de homem e se apresenta no lugar do pai, mas os espíritos dos ancestrais decidem protegê-la e ordenam a um dragão, que havia caído em desgraça, que convença a jovem a abandonar seu plano. Ele concorda, mas quando conhece a jovem descobre que ela não pode ter dissuadida e, assim, decide ajudá-la a cumprir sua perigosa missão de ir para a guerra e voltar viva. Uma curiosidade: quando Mulan canta a música "Reflection" no templo de seu pai, seu reflexo aparece na superfície polida das pedras do local. As palavras escritas nestas pedras são os nomes dos animadores da Disney que trabalharam na película, só que escritos em chinês arcaico. Uma graça de animação, confira o trailer!

12 de outubro de 2017

Home on the Range


"Home on the Range" ou "Nem que a vaca tussa" (2004) é uma boa pedida para o Dia das Crianças. Apesar de simples, a história dessa animação é repleta de emoções. A narrativa tem ritmo e a ideia original é bem criativa. Sem falar que a trilha sonora é contagiante. Na história, a fazenda Caminho do Paraíso está em pânico, pois uma ação de despejo ameaça acabar com o local. Temendo ir para o matadouro, os animais da fazenda decidem ajudar a dona a conseguir a quantia necessária para pagar a hipoteca. O alvo escolhido pelo grupo é o perigoso bandido Alameda Slim, que tem uma grande recompensa reservada para quem capturá-lo. Como curiosidade: Fernanda Montenegro, Cláudia Rodrigues e Isabela Garcia emprestam suas vozes para as três vaquinhas da trama. Confira o trailer!

11 de outubro de 2017

Dadesordemquenãoandasó

Foto: Renato Peixoto

No dia 16 de outubro reestreia na Oficina Cultural Oswald de Andrade o espetáculo "Dadesordemquenãoandasó" com direção de Carlos Baldim. A peça foi contemplada pelo edital do Prêmio Zé Renato. Davey Anderson oferece uma dramaturgia contemporânea, que instigou uma encenação que a acompanhasse nessa experimentação de linguagem, propondo a mistura de elementos épicos e dramáticos, e utilizando o espaço cênico com uma mescla de teatro e cinema. Na narrativa, a história de uma família de classe média. Por causa da ausência do marido, Maureen trabalha em diversos lugares e não tem tempo para cuidar dos filhos. Stevie, portador da síndrome de aspenger, é deixado sozinho no seu quarto ao seu próprio cuidado, enquanto sua irmã, a adolescente Julie, faz tentativas desastradas de entrar no mundo adulto. Julie resolve sair escondida descumprindo o combinado com sua mãe. Preocupado com o paradeiro da irmã, Stevie resolve procurá-la e acaba indo parar no Parque de Diversões e sem intenção acaba causando um grande acidente: ele acredita ter se tornado um assassino. A partir daí, inicia-se uma história permeada de encontros e desencontros que mistura ficção, realidade e poesia, na qual Stevie procura compreender, solitário, as consequências dessa intensa e inesquecível aventura. A temporada acontece todas as segundas e terças às 20h e os ingressos são gratuitos.

10 de outubro de 2017

Colegas no Teatro

Foto: João Caldas Filho

Vencedor de vários prêmios no Festival de Gramado, na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e no Festival de Toronto (Canadá), "Colegas", de Marcelo Galvão, cria uma discussão sobre a vida de pessoas com Síndrome de Down e a inclusão, sem ser melodramático, didático ou piegas. A versão teatral da obra, intitulada "Colegas no Teatro" volta a discutir as ideias de normalidade e diferença. Essas noções não seriam apenas uma questão de ponto de vista? A trama, que estreia no dia 13 de outubro, narra a saga de três amigos cinéfilos, Márcio (João Simões Junior), Stallone (Ian Pereira) e Aninha (Giulia Merigo), que trabalham na videoteca do instituto onde moram. Certo dia, decidem fugir da instituição para tentar realizar seus sonhos, conhecer o mundo e sair do tédio daquele cotidiano em que vivem. Stallone quer ver o mar; Aninha, casar; e Márcio, voar. O elenco é completado por Daniel Dottori e Adriana Mendonça que se revezam em diferentes papéis,  além de Ricardo Côrte Real, que interpreta o jardineiro do Instituto, Arlindo. A comédia explora de forma poética como a felicidade pode ser encontrada nas coisas simples da vida. Os três protagonistas, originalmente interpretados por Ariel Goldenberg (ganhador do prêmio de melhor ator no Festival de Toronto), Rita Pook e Breno Viola, são vividos respectivamente por: Ian Pereira, Giulia Merigo e João Simões Junior na versão teatral. A peça estreia no Auditório do MASP (Avenida Paulista, 1578) e fica até o dia 10 de dezembro, sextas e sábados às 21h e domingo as 20h.

9 de outubro de 2017

A Taieira de Sergipe


O livro "A Taieira de Sergipe", de Beatriz Góis Dantas é um estudo esmiuçado e em sua totalidade sobre uma dança folclórica da região nordeste e, mais especificamente, do estado de Sergipe. O termo Taieira aparece em diferentes grafias e sentidos. Pode ser um fato ou grupo folclórico, bem como apenas uma indicação para denominar as dançarinas que integram tal festejo. O texto é de 1972 e revela o fenômeno cultural com certo requinte de detalhes, desde os cantos, posições e dinâmicas das danças, bem como seus personagens e participantes. A pesquisa foi realizada durante vários meses no interior de Sergipe. Talvez esta seja a primeira obra com tanta minuciosidade. Sabe-se que, até esta publicação, os folcloristas brasileiros sempre trataram o assunto através de breves referências. Desconheço outra obra que o faça. A autora tem ritmo em seu texto e, a cada linha lida, temos vontade de terminar logo a obra. É bom que se diga que todo curioso voraz não deve se ater apenas aos best sellers, por isto a dica deste livro. Interessantíssimo!

6 de outubro de 2017

Eastern Promises


O suspense "Eastern Promises" ou "Senhores do crime" (2007) é perfeitamente delineado no que tange a sua história. A direção é pura expectativa. O roteiro é bem estruturado e os podres da máfia caminham ao lado de uma figura de uma figura maioral inconfiável, mas que surpreende ao defender a sua família. As peças do quebra-cabeça se encaixam entre pistas e recompensas de forma peculiar. Na narrativa, Anna (Naomi Watts) é uma parteira que trabalha em um hospital de Londres. Um dia ela testemunha a morte de uma jovem, durante um parto realizado em pleno Natal. Ela decide dar a notícia de seu falecimento pessoalmente, o que a faz pesquisar sobre sua identidade e família. A busca acaba colocando-a em contato com o lucrativo tráfico do sexo, comandado por uma organização criminosa da Rússia. Logo Anna conhece Nikolai (Viggo Mortensen), um homem violento e misterioso que é mais do que aparenta. Assista o trailer!

5 de outubro de 2017

Pedaço de mim

Foto:Renata Fontana e Drica Fontana

"Pedaço de mim" estreia no Teatro Augusta em 7 de outubro. Na narrativa, uma mulher com Transtorno Borderline, que teve uma de suas pernas amputada, conversa com o público sobre questões de seu cotidiano. Ela só encontra alívio para sua dor emocional por meio da dor física. A dramaturgia adota esse transtorno psiquiátrico para criar uma reflexão sobre os movimentos autodestrutivos e autopunitivos do ser humano em diferentes níveis, da automutilação dos distúrbios psiquiátricos às situações comuns praticadas por todos nós. “Pedaço de Mim”, de Bernardo de Gregorio, estreia no Teatro Augusta que fica na Rua Augusta, 943 - Cerqueira César. A peça ficará em cartaz até o dia 3 de dezembro, aos sábados, às 21h; e aos domingos, às 19h.

4 de outubro de 2017

A Menina Índigo


A história da película brasileira "A Menina Índigo" (2017) além de belíssima, é sensível, mesmo para uma trama simples. A narrativa é bem estruturada, os diálogos são assertivos e o roteiro é bem costurado. Há claras pistas e recompensas alinhadas ao contexto. O tema abordado é claro e não deixa margem de dúvidas como adentra o coração dos mais desavisados. A narrativa tem brilho e é, ao mesmo tempo, despretensiosa. Um luxo! Não temos como deixar de notar a delicadeza na fotografia com suas cores que conquistam com, digamos, certa primazia. A direção é criativa e comprova cada vez mais a competência de Wagner de Assis no cenário nacional e internacional. A atuação de Letícia Braga conquista. Murilo Rosa cresce seu personagem perceptivelmente no filme, qualidade de bons atores. Na trama, diferente das outras crianças, Sofia descobre em meio as suas habilidades de pintar o dom de conseguir curar doenças. A notícia acaba se espalhando e chega nas mãos de uma jornalista sensacionalista. Para proteger a garota, seus pais separados precisam se unir. O filme vale à pena ser assistido! Em meio a tantas notícias ruins que nos chegam diariamente, a película é um sopro de esperança para nossas almas. Os mais sensitivos sairão de lá, certamente, desnorteados com tamanha beleza fílmica. Confira o trailer!



A Vida em Vermelho

Foto: Flávia Canavarro

Texto inédito de Aimar Labaki, “A Vida em Vermelho” imagina encontro entre Bertolt Brecht e Edith Piaf. No elenco: Letícia Sabatella e Fernando Alves Pinto. Dirigido por Bruno Perillo, o espetáculo estreia em 6 de outubro no Sesc Santo André e dia 10 de novembro no Sesc Santo Amaro. Dois dos maiores artistas do século 20, a cantora francesa Edith Piaf (1915-1963) e o poeta e dramaturgo alemão Bertolt Brecht (1898-1956) conversam sobre suas vidas, obras, anseios, angústias, medos, sonhos e realizações. Esse improvável encontro traz à tona um potente embate entre duas ideologias e visões de mundo radicalmente opostas. O encontro é usado para evocar uma série de temas importantes tanto para o Brasil como para o mundo contemporâneo. Letícia Sabatella e Fernando Alves Pinto interpretam os protagonistas e outros personagens que vão invadindo a ação. O espetáculo acontece no Sesc Santo André, de 6 a 22 de Outubro, às sextas, às 21h. Sábados, às 20h. Domingo, às 19h. 

3 de outubro de 2017

Bug Chaser

Foto: Alice Jardim

Reestreia amanhã o espetáculo "Bug Chaser" no Teatro do Núcleo Experimental. A Cia. Artera de Teatro discute a relação entre o risco e prazer com a prática do barebacking (sexo sem preservativo) e bugchasing (quando um homem saudável procura, deliberadamente, ter relações sexuais outro homem com HIV positivo para ser infectado). A peça gira em torno de Mark (interpretado por Ricardo Corrêa – que também assina a dramaturgia). Na narrativa, Mark está em uma quarentena sendo analisado por uma voz, um programa de inteligência artificial. Em fragmentos e saltos atemporais, a peça conta a saga desse homem, um advogado criminalista que busca se infectar propositalmente, uma subcultura pouco discutida na comunidade LGBT contemporânea. O Teatro do Núcleo Experimental fica na Rua Barra Funda, 637. A temporada fica até o dia 30 de novembro – quartas e quintas às 21h.

2 de outubro de 2017

Gatos


"Gatos", de Marty Becker e Gina Spadafori, é um livro, digamos, recomendável para tutores de felinos iniciantes na nobre jornada, repleta de amor, ou ainda para àqueles que estão pensando em adotar um desses bichanos conquistadores. As perguntas são óbvias e rasas para àqueles que já convivem com tais peludos, contudo, é sempre informação. Nenhuma extremamente preciosa para estes últimos citados. A leitura é clara e acessível a todos, além de, por vezes, ter um toque de humor aqui e acolá. O que deixa o livro extremamente agradável em suas entrelinhas. Na proposta do exemplar, os autores apresentam 101 perguntas sobre os gatos: curiosidades, informações veterinárias, mitos e verdades. Por que os olhos dos gatos brilham à noite? Os gatos sempre caem de pé? Por que a íris do gato se contrai na vertical? Os gatos precisam tomar banho? Cães e gatos são realmente inimigos mortais? Os gatos só ronronam quando estão felizes? Os gatos podem andar presos a coleiras, como os cães? Podemos ensinar um gato a fazer truques e piruetas?