30 de novembro de 2015

Antonio Vieira: Do Tejo Ao Amazonas


Amanhã às 19h30 acontecerá o lançamento do CD-Livro Antonio Vieira: Do Tejo Ao Amazonas no MIS – Museu da Imagem e do Som com a apresentação da obra musical concebida por Anna Maria Kieffer a partir de excertos de 6 sermões do Padre Antonio Vieira. Aém disso, há a composição eletroacústica de Vanderlei Lucentini e participação especial do ator português Luís Lima Barreto. A obra, com cerca de 60 minutos de duração, foi composta para: um ator-recitante, três cantores solistas, coro masculino, coro misto sob regência de Vitor Gabriel, percussão e música eletroacústica. Os trechos do texto original de Vieira são acompanhados e entremeados de música, incluindo adaptações de canto gregoriano, citações de música brasileira do período colonial, música tradicional indígena, além de cantos compostos especialmente para os personagens que Vieira cita e aos quais dá voz no corpo de seus sermões. Todas essas diferentes modalidades de expressão musical são mescladas à música eletroacústica composta por Vanderlei Lucentini, com o objetivo dar unidade à obra e propor uma leitura musical contemporânea dos textos de Vieira. Para os mais desavisados, Padre Antonio Vieira é o inspirador deste projeto. O religioso nasceu em Lisboa, em 1608, tendo vindo para o Brasil com a família aos seis anos de idade. Considerado pelo poeta Fernando Pessoa como “o imperador da língua portuguesa”, foi pregador, diplomata, político e uma das mais importantes e internacionais figuras luso-brasileiras do século 17. Viveu muitos anos no Brasil, em diversas ocasiões, no Pará, Maranhão, Ceará e na Bahia, onde redigiu os últimos sermões e faleceu em 1687. Quem puder, vale à pena prestigiar o lançamento dessa obra. Fica a dica!

27 de novembro de 2015

Madame Bovary


O drama/ romance Madame Bovary (2000) tem uma história assertiva e uma bela produção. Não podemos deixar de notar o figurino bem feito. Além disso, a interpretação de Frances O'Connor é bem delineada, trazendo à tona todo o "sentir" do seu personagem. Um luxo, diria! A narrativa acontece no interior da França, na primeira metade do século XIX. Emma Rouault (Frances O'Connor) estava em um convento quando seu pai a visita e comunica que a mãe dela tinha morrido. Logo ela comete propositadamente pequenas falhas, o suficiente para sair do convento, e passa a viver na propriedade de seu pai. Emma precisa administrar a fazenda quando seu pai cai de uma árvore e fratura o fêmur. Paralelamente ela aceita se casar com o médico que cuidou dele, Charles Bovary (Hugh Bonneville), e assim se torna a Madame Bovary. Emma se entedia com sua pacata vida e ocupa a mente com fantasias eróticas retiradas dos romances que lê. O inevitável acontece e ela quebra o juramento de fidelidade com Rodolphe e depois com Leon (Hugh Dancy). Para pagar seu estilo de vida ela começa a dilapidar o patrimônio de Charles. Confira o trailer!




26 de novembro de 2015

Mallu Magalhães


Descobri a cantora e compositora Mallu Magalhães outro dia. É uma jovem cantora paulista que desde cedo caçava LP's na casa da avó e foi influenciada pelos seus pais na música. Ela compõe suas próprias músicas, grande parte escrita em inglês, e no seu último álbum intitulado Pitanga, ela revela uma sonoridade moderna, inédita, brasileira, mas ao mesmo tempo universal. Uma voz gostosa, uma melodia com personalidade e um ritmo impecável. Uma delícia de se ouvir! A obra de Mallu é completamente virtual. Ouça uma amostra do seu lançamento Pitanga!

25 de novembro de 2015

The Hot Chick


A comédia americana The Hot Chick ou Garota Veneno (2002) seria uma completa perda de tempo se a atuação de Rob Schneider não fizesse valer à pena. E, é bom que diga-se, guardada suas devidas proporções e pelo gênero proposto. Pelo menos, com a atuação dele temos menos a sensação de perda de tempo. Na história há algumas situações engraçadas que vez por outra garantem o riso. Mas só. Na narrativa, Jessica (Rachel McAdams) é uma garota extremamente popular, bonita e também cruel, que se acha superior a todas as pessoas com as quais convive. Sua vida muda drasticamente quando, repentinamente, acorda no corpo de Clive (Rob Schneider), um frentista que tem em torno de 30 anos e é considerado por todos como sendo um grande perdedor. Desesperada para retornar à antiga forma, agora ocupada por Clive, ambos passam por estranhas situações no novo visual que agora possuem. Este é o 6º de 12 filmes em que Adam Sandler e Rob Schneider atuam juntos. Confira o trailer!



24 de novembro de 2015

Höstsonaten


O drama francês/ alemão/ suéco Höstsonaten ou Sonata de outono (1978) tem excelentes atuações. Na atuação de Ingrid Bergman reconhecemos claramente a decadência de um belo personagem. Já na atuação de Liv Ullmann, a atriz cresce, fica gigante em seu papel e, claro, é visível a mudança do arco do personagem. Além disso, a película conta com uma bela direção de arte. O roteiro tem conflitos estruturados, profundos e com grande teor psico-comportamental. Os diálogos são inteligentes e as cenas tem clímax perfeitos em cada uma delas. Na narrativa, após ter sido uma mãe ausente por anos, Charlotte (Ingrid Bergman), uma renomada pianista, vai até a casa de sua filha Eva (Liv Ullmann) para lhe fazer uma visita. Ela se surpreende ao encontrar sua outra filha, Helena (Lena Nyman), que tem problemas mentais. Eva tirou Helena da instituição que Charlotte a havia internado para cuidar dela em casa. A tensão entre mãe e filha começa a crescer devagar até elas colocarem tudo em panos limpos, dizendo tudo que sempre gostariam de dizer. O filme foi filmado na Noruega, durante o exílio de Ingmar Bergman da Suécia. O diretor estava sendo acusado de sonegar impostos em seu país natal. Além disso, esta foi a última aparição da atriz Ingrid Bergman num filme exibido nos cinemas. Ela ainda viria a atuar em mais um longa, Golda, de 1982, feito exclusivamente para a TV. O filme é simplesmente imperdível, vale muito à pena assisti-lo. Confira o trailer!

23 de novembro de 2015

Cilada


Harlan Coben em seu romance policial Cilada nos traz uma trama bem costurada. Contudo, tem um inicio moroso e difícil de adentrar à trama. Do meio pro final, a narrativa fica mais interessante e prende atenção do leitor. Uma linguagem clara e uma história coerente. Na narrativa, Haley McWaid tem 17 anos. É aluna exemplar, disciplinada, ama esportes e sonha entrar para uma boa faculdade. Por isso, quando certa noite ela não volta para casa e três meses transcorrem sem que se tenha nenhuma notícia dela, todos na cidade começam a imaginar o pior. Na junção dessas duas histórias está Wendy Tynes, a repórter que armou a cilada para Dan Mercer e que se torna a única testemunha de seu assassinato. Wendy sempre confiou apenas nos fatos, mas seu instinto lhe diz que Mercer talvez não fosse culpado. Agora ela precisa descobrir se desmascarou um criminoso ou causou a morte de um inocente. Nas investigações da morte de Dan e do desaparecimento de Haley, verdades inimagináveis são reveladas e a fragilidade de vidas aparentemente normais é posta à prova. Todos têm algo a esconder e os segredos se interligam e se completam em um elaborado mosaico de mistérios. O assistente social Dan Mercer recebe um estranho telefonema de uma adolescente e vai a seu encontro. Ao chegar ao local, ele é surpreendido pela equipe de um programa de televisão, que o exibe em rede nacional como pedófilo. Inocentado por falta de provas, Dan é morto logo em seguida. O tema é brilhantemente nos desvendado a cada momento. Para quem gosta do gênero, interessante a leitura.

20 de novembro de 2015

Piano a 4 mãos


Amanhã às 20h acontece o encerramento da Temporada 2015 do Centro de Música Brasileira (CMB) com um recital de piano a 4 mãos. A brasileira Sylvia Maltese e a italiana Paola Tarditi irão se apresentar na Sala Cultura Inglesado Centro Brasileiro Britânico, em Pinheiros. No repertório obras de Aylton Escobar, Mignone, Nilson Lombardi, Osvaldo Lacerda, Radamés Gnattali e Villa-Lobos. Formado pelas pianistas Paola Tarditi (italiana) e Sylvia Maltese (brasileira), o Duo Tarditi-Maltese estreou em 2001 por ocasião do Fare Festival em Pavia, Itália em um recital-conferência de Música Brasieira de Concerto: "Nacionalismo e Pós-Nacionalismo na Música Brasileira para piano a Quatro Mãos." A Temporada 2015 do Centro de Música Brasileira diversificou na variedade de compositores eruditos brasileiros, nos instrumentos, na região de cada músico e nas diferentes formações. O evento é gratuito. Confira, prestigie!

19 de novembro de 2015

Shrek Forever After


A animação Shrek Forever After ou Shrek para sempre (2010) tem uma história entediante e chata. Aliás, diga-se, perde muito o ritmo das histórias propostas anteriormente, parte da saga desse ogro pra lá de conquistador. Na narrativa, Shrek (Mike Myers) está entediado. Sua antiga vida de aventuras foi substituída pela de pacato pai de família. Casado com Fiona (Cameron Diaz) e pai de três filhos, Shrek sente falta da adrenalina e da liberdade que tinha no passado. Para recuperá-los, ele firma um pacto com Rumpelstiltiskin (Walt Dohrm). Imediatamente Shrek é levado a uma versão alternativa do Reino de Tão, Tão Distante, onde Fiona é uma temível ogro e ele não é mais reconhecido pelo Burro (Eddie Murphy) e o Gato de Botas (Antonio Bandera), seus melhores amigos. Como curiosidade, a música "Rumpel's Party Palace", presente na festa rave com as bruxas, é uma versão remixada de "Fuga em Sol Menor", de Johann Sebastian Bach. Assista o trailer.

18 de novembro de 2015

Sweet Home Alabama


A comédia romântica Sweet Home Alabama ou Doce lar (2002) tem uma estrutura de roteiro clássica e enredo-base bem definido. A história não surpreende e por vezes é óbvia, mas entretem e cumpre o objetivo do gênero proposto. Na narrativa, decidida a fugir de Jake (Josh Lucas), seu marido, Melanie (Reese Whiterspoon) deixa o Alabama e passa a viver secretamente em Nova York. Lá ela conhece Andrew (Patrick Dempsey), filho da atual prefeita Kate Hennings (Candice Bergen) com quem começa a namorar. Tudo corre bem na vida de Melanie até que Andrew decide pedi-la em casamento. Ela aceita o pedido, mas precisa retornar ao Alabama o mais rápido possível para conseguir o divórcio com seu atual marido. Mas ao voltar Melanie precisará mais uma vez confrontar seu passado, do qual buscava tanto fugir. Confira o trailer!

17 de novembro de 2015

The Love Punch


Com uma história previsível, The Love Punch ou Um plano brilhante (2013) tem a participação de Pierce Brosnan e Emma Thompson em suas atuações convincentes. A narrativa é mediana sem grandes reviravoltas ou surpresas. Na trama, Richard (Pierce Brosnan) está prestes a se aposentar, mas perde todo seu dinheiro, investido ao longo da vida inteira, para um jovem investidor francês, inescrupuloso. Sua ex-mulher, Kate (Emma Thompson), com quem vive uma relação de amor e ódio, bola, então, um plano para “recuperar” o dinheiro. Eles terão que viajar para Paris e tentar roubar uma valiosa joia, da noiva do empresário em questão. Para isso, vão contar com a ajuda do casal de amigos vividos pelos atores Timothy Spall e Celia Imrie, em uma série de trapalhadas. Assista o trailer.


16 de novembro de 2015

Liene Bosquê


A artista visual brasileira Liene Bosquê radicada nos Estados Unidos, retratou em três exposições a relação entre Nova York e a memória daqueles que são de outros países. Depois de Os Gêmeos e Romero Britto, outros artistas brasileiros alcançam espaços mundialmente conhecidos nos EUA, e Liene é uma delas. Formada em arquitetura no Brasil, a artista mostra em suas obras a importância dos edifícios históricos para a cidade. Celebra especialmente Nova York. Na obra Recollections, exposta no MoMa, Liene mostrou miniaturas de edifícios que ela colecionou durantes suas viagens pelo mundo. Além de prédios em Portugal e miniaturas de edifícios da Itália, Espanha, Marrocos, Egito, entre outros destinos. Bosquê também estreou exposição individual em Nova York, a Dismissed Traces, que foi até 14 de novembro. Além das duas exposições, a artista apresenta ainda a performance itinerante e a instalação Collecting Impressions, na sexta edição do Peekskill Project, região metropolitana de Nova York, até 31 de dezembro. Ela está fazendo barulho, então, quem tiver passando pela América, que tal uma visita à belas artes? Fica a dica!

13 de novembro de 2015

White Palace


O drama americano White Palace ou Loucos de paixão (1990) tem uma excelente história. Trata-se de um drama profundo mesmo em suas nuances. Há bons plots e boas abordagens de tema. É verossímil e tem um final assertivo. Na narrativa, Max Baron (James Spader) é um jovem yuppie que trabalha como executivo em uma agência de publicidade e que tem um grande trauma: a morte recente de sua esposa. Numa lanchonete ele discute com a balconista Nora Baker (Susan Sarandon), quarentona e desleixada, também marcada por uma morte recente em sua família. Na mesma noite Max reencontra Nora, agora em um bar, e ela acaba levando-o para casa. Surge então entre eles um relacionamento quente, que começa a se complicar quando Max decide apresentar Nora aos seus amigos. Confira o trailer!

12 de novembro de 2015

Side Effects


Com um tema importante, a película Side Effects ou Terapia de risco (2013) tem uma trama com um emaranhado de conflitos interligados que aumenta o drama, tornando-o envolvente. O final surpreende. A narrativa gira em torno da jovem Emily Hawkins (Rooney Mara), que acaba de ver o marido (Channing Tatum) ser libertado da prisão por um crime de colarinho branco. Mesmo aliviada, Emily tem crises de depressão e busca a ajuda de medicamentos prescritos para conter a ansiedade. Ela também busca amparo num tratamento psicológico, lidando com  profissionais (Jude Law e Catherine Zeta-Jones). O tratamento, por mais que comece de forma positiva, vai gerar consequências inesperadas na vida da jovem. Confira o trailer!



11 de novembro de 2015

La mafia uccide solo d'estate


Á película italiana La mafia uccide solo d'estate ou A máfia só mata no verão (2013) tem uma história que não empolga a audiência. Há muito voice over, até justificáveis em determinadas situações, mas que deixa a história enfadonha apesar do ritmo regular da narrativa. Contudo, há de se notar uma direção de arte e fotografia bem peculiar. Na trama, crescer e amar na cidade de Palermo, reduto da Máfia. Um conto de 20 anos sobre as tentativas de Arturo de conquistar o coração da sua amada, Flora, uma amiga que conheceu na escola primária e que ainda hoje considera a princesa dos seus sonhos. É neste cenário terno e por vezes divertido que se desenrola esta crônica siciliana entre os anos 70 e 90, com certeza uma maneira nova e improvável de retratar a Máfia. Confira o trailer!

10 de novembro de 2015

Debora Muszkat


E quem disse que vidro não pode ser uma bela referência arte? A artista brasileira Debora Muszkat, graduada em Artes Plásticas pela Fundação Armando Álvares Penteado/FAAP, trabalha com vidro desde 1984. Desenhista e pintora, ela é apaixonada por esse material. O contato com o vidro permite a Debora exercer um olhar e atitude de recicladora. O movimento esta registrado em seus desenhos e pinturas, assim como nos vidros que transitam entre o liquido e solido. Seu atelier é um verdadeiro laboratório de pesquisa na transformação deste material. Além disso, ela cria alternativas de inclusão social, sustentabilidade, conscientização e educação. A sua obra mais famosa é a bola de vidro. Aqui, nessa imagem, uma belíssima aranha em que a artista revela uma coleção de peças e utilitários realizadas com o Coletivo DE10 (ex- alunos do “Projeto Aprendiz”). São luminárias, vasos, fruteiras, e diversos utilitários como pratos, copos, canecas, moringas, recipientes para temperos, tachos, petisqueiras, apoiadores de talheres, porta-copos e mexedores de vidro. Uma criatividade impar!

9 de novembro de 2015

The Secret Life of Walter Mitty


A comédia dramática The Secret Life of Walter Mitty ou A vida secreta de Water Mitty (2013) tem uma história mediana. Mas há uma bela direção e fotografia jamais esperada para tal tipo de gênero. Na trama, Walter Mitty (Ben Stiller) é o responsável pelo departamento de arquivo e revelação de fotografias da tradicional revista Life. Ele é um homem tímido, levando uma vida simples, perdido em seus sonhos. Ao receber um pacote com negativos do importante fotógrafo Sean O'Connell (Sean Penn), ele percebe que está faltando uma foto. O problema é que trata-se justamente da foto escolhida para ser a capa da última edição da revista. É quando, Walter, com o apoio de Cheryl (Kristen Wiig) é obrigado a embarcar em uma verdadeira aventura. Veja o trailer!

6 de novembro de 2015

Winter's Tale


O drama Winter's Tale ou Um conto do destino (2014) tem uma história que cativa, emociona e envolve já nos primeiros minutos da trama. O roteiro é bem estruturado. Os diálogos são excelentes. Há bons figurinos e produção primorosa da época. A trilha sonora é delicada. Um filme que não se pode deixar de assistir, diria. Na narrativa que é baseada em um romance literário, se desenvolve tanto na Manhattan dos dias atuais quanto no século XIX. Durante um inverno rigoroso, Peter Lake (Colin Farrell), um mecânico irlandês, decide roubar uma imensa mansão, fechada como uma fortaleza. Ele tem certeza que a casa está vazia, mas acaba encontrando uma garota (Jessica Brown Findlay) no interior. Quando ele descobre que ela está prestes a morrer, nasce uma história de amor entre os dois. Confira no trailer!

5 de novembro de 2015

Ruby Sparks


A comédia romântica Ruby Sparks ou Ruby Sparks - a namorada perfeita (2012) tem uma boa história. Sem falar no excelente desenvolvimento dela. Os dilemas e conflitos são bem criativos e assertivamente apresentados a audiência. O final é bem elaborado. Na narrativa, o romancista Calvin (Paul Dano) sofre com perturbador bloqueio criativo que atrapalha o desenvolvimento de seu último livro. Com problemas também em sua vida pessoal, começa a criar uma personagem feminina poderia se apaixonar por ele. Daí nasce Ruby Sparks (Zoe Kazan), que inicialmente é uma personagem dentro de uma história, mas que pouco depois ganha vida e passa a conviver e se relacionar com Calvin pessoalmente. A película é dos mesmos diretores da comédia independente Pequena Miss Sunshine, indicada ao Oscar de Melhor Filme. Assista o trailer!

4 de novembro de 2015

Os 12 trabalhos


A película brasileira Os 12 trabalhos (2006) tem uma história despretensiosa com a narrativa e ritmos lento, mas direção fluída. Os diálogos são precisos e introduz a audiência no mundo do personagem com verossimilhança. A trilha sonora é bem elaborada. Na trama, Heracles é um jovem negro, que vive na periferia de São Paulo e que gosta de desenhar. Há 2 meses ele deixou a Febem e agora procura uma ocupação. Por indicação de seu primo Jonas, Heracles passa a trabalhar como motoboy. Em seu período de experiência ele precisa realizar 12 tarefas pela cidade de São Paulo. Para realizá-las Heracles precisa lidar com o preconceito, a burocracia e sua própria falta de malícia no novo serviço. O filme foi exibido na mostra Première Brasil, do Festival do Rio 2006. Como curiosidade, o diretor Ricardo Elias se inspirou no mito de Héracles para desenvolver a história. Assista o trailer!

3 de novembro de 2015

Death Becomes Her


Com excelente ideia original, Death Becomes Her ou A morte lhe cai bem (1992) é sempre um clássico! A temática é bem desenvolvida e o roteiro tem ritmo. Com um elenco de peso, a película tem um humor refinado e o final é brilhante. Na narrativa, uma famosa atriz egocêntrica (Meryl Streep) rouba de uma aspirante a escritora (Goldie Hawn) o noivo (Bruce Willis), um famoso cirurgião plástico. A noiva rejeitada se torna extremamente complexada e gorda, mas após 14 anos ela lança o livro "Eternamente Jovem" e, na noite de autógrafos, está mais linda do que nunca. Despertando a atenção de todos, principalmente da atriz que, sentindo-se cada dia mais velha, acaba indo se consultar com uma mulher sensual, bela e misteriosa (Isabella Rossellini), que tem uma poção da juventude que proporciona resultados inimagináveis. Ao bebê-la, ela fica jovem outra vez e descobre que sua rival também é cliente da feiticeira. Inicialmente elas começam a brigar pelo médico, mas logo as duas estão preocupadas e, de certa forma, unidas contra um terrível efeito colateral. Uma curiosidade: durante a gravação da cena de luta entre as personagens Madeline e Helen, Meryl Streep acidentalmente fez uma cicatriz na face de Goldie Hawn. Confira o trailer!

2 de novembro de 2015

Feriado!!!!